Melhorar a Gestão para Garantir o Futuro

Data da Postagem: 20/04/2014

 
Melhorar a Gestão para Garantir o Futuro
Este é um ano de mudanças para o futebol brasileiro.‭ Iniciativas como o a do Bom Senso FC e a generalizada redução salarial dos jogadores dos principais clubes da Série A ganharam as manchetes do noticiário esportivo nacional.
 
No entanto,‭ ‬mudanças muito mais profundas e inevitáveis,‭ ‬que afetam a forma como são geridos os clubes de futebol,‭ ‬estão em vias de implementação.‭  
 
A Lei‭ ‬12.868,‭  sancionada em‭ ‬16‭ ‬de outubro passado,‭ ‬alterou diversos pontos da Lei Pelé,‭ exigindo das entidades que quiserem ter acesso a recursos públicos uma total transparência sobre seus dados econômicos e financeiros,‭ ‬contratos,‭ ‬patrocinadores,‭ direitos de imagem,‭ ‬propriedade intelectual e quaisquer outros aspectos de gestão.‭  A partir da nova lei,‭ ‬as entidades esportivas devem estabelecer em seus estatutos instrumentos de controle social,‭ ‬fiscalização interna,‭ ‬alternância em cargos de direção e‭ ‬participação de atletas nos colegiados de direção e na eleição para cargos.‭ ‬Além da aprovação das prestações de contas anuais por conselho de direção,‭ ‬após parecer do conselho fiscal.‭ ‬Os clubes também terão que publicar na internet documentos e informações relacionados à gestão,‭ ‬garantir aos associados e filiados acesso irrestrito aos dados sobre a prestação de contas, e terão‭ ‬um prazo exíguo para se adaptar às novas regras.‭ 
 
Tais regulamentações‭ ‬se apresentam como‭ ‬necessárias,‭ ‬frente a um mercado‭ ‬milionário e globalizado,‭ ‬porém capitaneado,‭ ‬em grande parte,‭ ‬por gestores não profissionais,‭ ‬e que se utilizam de práticas ultrapassadas e estruturas viciadas da realidade atual,‭ ‬ou até mesmo não tão éticas e legais.
 
Numa cadeia produtiva de inúmeros atores,‭ ‬os clubes se tornaram o elo mais frágil,‭ ‬cada vez mais empobrecido e vilipendiado,‭ ‬quase um mal necessário,‭ ‬frente aos interesses e o poder crescente dos demais componentes deste cenário.‭ ‬O‭ “‬mercado da bola”‭ ‬tornou-se uma‭ ‬atividade econômica das mais valorizadas e rentáveis no mundo dos negócios.‭ Seus protagonistas passaram a ganhar muito dinheiro,‭ ‬com exceção dos clubes de futebol,‭ ‬aos quais resta apenas a menor fatia deste bolo.
 
Se por um lado são os clubes que produzem esta‭ “‬matéria prima”‭ jogador, ‬que tem valor no mercado internacional,‭ por outro lado pela situação financeira a que estão submetidos,‭ ‬obrigam-se a vendê-la‭ ‬ainda in natura,‭ ‬sem agregar valor o suficiente para poder retirar os melhores dividendos,‭ ‬nem por sua utilização no clube,‭ ‬nem pelo seu melhor valor final.‭ ‬Diante desta realidade inexorável,‭ ‬os clubes brasileiros,‭ ‬nos quais o Grêmio se inclui,‭ ‬estão para o mercado do futebol como o país está para a economia mundial.‭  Numa situação de subserviência.‭ ‬Inseridos em uma correlação de forças muito desfavorável em relação aos mercados europeu,‭ ‬asiático e outros.‭ O que ‬provoca a venda de atletas jovens,‭ que ainda não ganharam títulos de expressão e muitas vezes sequer jogaram‭ ‬por uma temporada inteira no clube.
 
Infelizmente,‭ ‬diante disso,‭ ‬o clube havia há muito deixado de produzir jogadores nas categorias de base para alimentar seu time,‭ ‬tendo se dedicado a montar equipes para disputar os campeonatos com custos insuportáveis.‭ ‬Com o agravante de que os resultados esperados acabaram sendo pífios.
 
Passados pouco mais de‭ ‬12‭ ‬meses,‭ ‬a atual gestão procurou alternativas para encaminhar o Grêmio ao seu caminho normal,‭ ‬de formador e revelador de atletas para uso primário em seus quadros,‭ ‬objetivando, a médio e longo prazo, retardar ao máximo sua saída,‭ ‬maximizando o retorno ao clube.‭ ‬Não é uma tarefa fácil,‭ ‬especialmente pela quebra de um modelo existente e por todos os aspectos que compõem o atual momento de transição vivido pelo clube. Com uma crescente valorização das divisões de base,‭ ‬hoje o Grêmio já não busca apenas produzir‭ dois ‬ou‭ três ‬atletas por ano,‭ ‬mas mira úmero bem maior:‭ ‬entre‭ seis‬, oito‭ ‬e dez.
 
Ainda precisamos garantir não só uma formação técnica‭ ‬e física dos garotos,‭ ‬mas também uma formação cidadã e educacional,‭ em que‬ ele possa desenvolver todas as suas dimensões humanas.‭ ‬Especialmente porque a realidade entre os jogadores reproduz uma pirâmide social que garante a‭ ‬1%‭ ‬deles salários estratosféricos,‭ ‬acima de qualquer racionalidade social,‭ ‬mas também a um enorme contingente, que beira‭ ‬85%‭ ‬dos atletas de futebol,‭ não mais do que‭ três ‬salários mínimos,‭ ‬considerando-se a existência de aproximadamente‭ ‬700‭ ‬clubes de futebol profissional no‭ ‬Brasil.
 
Priorizar investimentos neste sentido tem sido um desafio, em face da situação de queda das receitas ocasionada pelo novo formato de gestão conjunta.‭ ‬São inúmeras demandas,‭ ‬que passam pela infraestrutura,‭ ‬gestão e administração das categorias de base.‭ ‬Em que pese o elevado grau de profissionalismo já obtido atualmente,‭ ‬temos ainda enormes carências na parte financeira e de infraestrutura,‭ ‬a ponto de ter que debater sobre investimentos fundamentais e de pequena monta,‭ ‬para conseguirmos obter‭ ‬os resultados esperados.‭ ‬Estas demandas precisam ser corretamente apontadas no orçamento e no fluxo das atividades rotineiras do clube.
 
A atual gestão e os entes políticos que a suportam buscaram e ainda buscam implementar as mudanças estatutárias tão necessárias para dar sustentação ao seu projeto de governo.‭ ‬Infelizmente,‭ ‬muitas são as resistências,‭ ‬inclusive com quebra de promessas de campanha de segmentos políticos que parecem estar muito mais preocupados com seus interesses que com o bem‭ ‬maior do clube.
 
Eleições de‭ três ‬em‭ três ‬anos devem retirar o Grêmio de um processo eleitoral contínuo,‭ ‬um dos pontos de maior desgaste para se avançar com os projetos.‭ ‬A criação de uma vice-presidência dedicada às categorias de base é outra das questões que deve ser avaliada e debatida,‭ ‬no sentido de elevá-la a um grau de importância operacional e política adequado com os objetivos do clube.
 
São pontos importantes e decisivos,‭ ‬que ensejam a reflexão,‭ ‬cujos resultados,‭ ‬embora ainda no estágio inicial,‭ ‬já demonstram uma grande melhoria e nos dão a certeza de que estamos no caminho certo.
 
DAVID STIVAL
Assessor da Presidência para as Categorias de Base - Departamento de Formação do Grêmio
 
 
Fotos: gremio.net